16.02|27.09|19.10|Curitiba: A coisa em si – Tatiana Stropp

_DSC8914e

O que alinhava ou coincide nestas obras que estão sendo expostas é que em todas a superfície do alumínio é dobrada. Serão de 8 a 10 pinturas e em todas elas a dobra está presente. É interessante porque em algumas ocasiões a chapa é pintada no verso com tinta acrílica, essa tinta rebate na parede e cria essa poeira de cor atrás do quadro, que as vezes até transborda um pouco pra fora. Na superfície da pintura a luz incide diferente na parte reta e na parte que tem a dobra. Essa linha que a dobra faz na chapa do alumínio com a pintura amplifica os reflexos de luz nas cores da superfície. Faz uns três, quatro anos que eu comecei a pintar nas chapas com dobras, mas, esta é a primeira exposição em que todas as pinturas apresentadas terão essa característica.

Recebi o convite da galeria em julho, meados de julho, aí voltei pro ateliê, voltei pra Curitiba e comecei a selecionar as chapas. Tem um período de pré-produção, um processo anterior a começar a pintar. Tem que comprar as chapas. As chapas passam por um processo de tratamento para poder agarrar a tinta. Depois disso, elas vão pra uma oficina onde são cortadas e dobradas. A pintura é composta por camadas sobre camadas de tinta, o que permite que eu trabalhe várias juntas, eu não pego uma e vou até o final, na verdade eu trabalhei praticamente todas juntas. Então, enquanto uma camada seca eu vou para a outra. E assim foi.

_DSC9027c2

Curadoria: Paulo Gallina.
Abertura dia 14/11/17, às 19h.
Bate-papo sobre a exposição dia 23/11, às 19h.

Visitação:
Ter-Sex | 10h – 19h
Sab | 10h – 17h

Galeria Adelina
Rua Cardoso de Almeida, 1285
São Paulo | SP – Brasil
adelinagaleria.com.br

Em 7 de novembro de 2017 por Gilson Camargo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *